fbpx

Renda dos titulares de cartórios: CNR envia nota de esclarecimento ao Programa É de Casa

Confira 5 dicas para melhorar a gestão para cartório

No último sábado (27|7), o programa É de Casa, exibido pela Rede Globo, divulgou a matéria: “Mapa do Salário: quem ganha mais e quem ganha menos no Brasil”. Na ocasião, a reportagem afirmou que os titulares de cartórios são os profissionais com maiores salários no país a partir de informações enviadas à Receita Federal. Por meio de nota divulgada à produção do programa, a Confederação Nacional de Notários e Registradores esclareceu que as afirmações feitas em relação à atuação profissional dos notários e registradores estavam equivocadas e que precisavam levar em consideração pontos importantes, entre os quais:

Ao contrário de outras empresas, esses profissionais declaram seus impostos como pessoas físicas. Ou seja, os salários\rendimentos divulgados pela pesquisa junto à Receita Federal, se refere à receita bruta das serventias notariais e de registro. 

Assim sendo, as informações não consideram despesas, impostos, taxas e outros gastos necessários para manutenção dos serviços. Pelos menos 60% do valor informado à Receita é consumido por essas despesas. 

Diferente do que foi informado no programa, a CNR esclareceu que para tornar-se titular de uma serventia notarial e de registro é necessário ser bacharel em Direito e obter aprovação em concurso público de provas e títulos.

Em suma, a nota enviada procurou esclarecer que o modo como foram demonstrados os resultados de faturamento dos titulares de cartório levam a uma compreensão equivocada da realidade. Pelo exposto, solicitamos o esclarecimento e a correção, no programa É DE CASA, das informações prestadas de forma a elucidar a realidade que norteia a atividade dos notários e registradores.

Você deve gostar