fbpx

Gratuidades e o equilíbrio financeiro é tema de palestra inaugural da VI Concart e do XXIII Congresso da Anoreg/BR

O desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), Ricardo Dip, e a presidente da Associação dos Notários e Registradores do Pará (Anoreg/PA) e diretora da Associação dos Notários e Registradores  do Brasil (Anoreg/BR), Moema Locatelli Belluzzo, falaram sobre Incidências das Gratuidades para os Serviços Notariais e Registrais e o Equilíbrio Financeiro, na palestra inaugural da VI Conferência Nacional dos Cartórios da Confederação Nacional de Notários e Registradores (CNR) e do XXIII Congresso Brasileiro de Direito Notarial e Registral da Anoreg/BR , nesta quinta-feira (30/11), em Brasília.

Abrindo o painel, a presidente da Anoreg/PA falou sobre a funcionalidade dos cartórios brasileiros dando destaques às gratuidades. “Os cartórios são como se fossem uma empresa e devemos pensar no equilíbrio financeiro das serventias. Quando se fala em gratuidade devemos saber que a atividade notarial e registral é exercida em caráter privado, portanto não há como o poder público criar gratuidades pelo serviço que está sendo prestado em âmbito privado. Sem a verdadeira compensação, o Estado deve arcar com as políticas públicas que lhe são inerentes”, disse Moema Locatelli Belluzzo.

Ricardo Dip pontuou as falas de Moema e destacou que a atividade notarial é algo vital, e que a função social do notário e do registrador é conceder autonomia privada.

O desembargador também falou sobre a importância do tema da gratuidade. “Em primeiro lugar, o surgimento avassalador das gratuidades implícitas consiste nas atribuições sem retribuição nenhuma ou insuficiente. Em segundo, não tem havido muita distinção entre gratuidade de consumo ou de produção. Estamos gerando a utopia do mundo gratuito, isso é algo que todos nós queremos. Precisamos considerar uma que não abrange pela utopia, não se vence utopias sem uma boa articulação científica, sem doutrina ou capacidade retórica de sustentar e divulgar essa utopia”, ressaltou Dip.

Ao final da palestra, Dip recebeu o título de Notário e Registrador Honorário concedido pela CNR e Anoreg/BR, em reconhecimento pelos relevantes serviços em prol dos notários e registradores brasileiros.

O evento acontece no Hotel Royal Tulip Brasília Alvorada, em Brasília (DF), e segue até essa sexta-feira (01/12), reunindo notários, registradores, autoridades, acadêmicos e demais profissionais que compõem esse segmento essencial para a segurança jurídica e a cidadania do Brasil.

Fonte: Com informações da Anoreg-BR

Você deve gostar

O que há de novo
post-image
Artigo Notícia Últimas Notícias

Artigo: O tabelião já pode lavrar escritura pública declaratória ou pacto antenupcial do maior de 70 anos para afastar o regime da separação obrigatória de bens? – Por Virgínia Arrais

Introdução  O Recurso Extraordinário com Agravo (ARE) nº 1.309.642, de relatoria do Ministro Luís Roberto Barroso, com repercussão geral reconhecida (Tema 1.236), em que se discutia: (i) a constitucionalidade...
Ver mais
testeVisit Us On LinkedinVisit Us On InstagramVisit Us On FacebookVisit Us On Youtube