fbpx

Futuro do Trabalho é tema de reunião no Ministério do Trabalho

Comitê discute propostas de proteção do emprego, diante do avanço da automação O juiz do Trabalho Ricardo Lourenço Filho, membro da Comissão de Direitos Humanos da Anamatra, representou a entidade na 3ª reunião do Comitê de Estudos avançados sobre o Futuro do Trabalho, no Ministério do Trabalho, realizada na última terça (30/10). O encontro, que...
Foto: Freepik

Comitê discute propostas de proteção do emprego, diante do avanço da automação

O juiz do Trabalho Ricardo Lourenço Filho, membro da Comissão de Direitos Humanos da Anamatra, representou a entidade na 3ª reunião do Comitê de Estudos avançados sobre o Futuro do Trabalho, no Ministério do Trabalho, realizada na última terça (30/10).

O encontro, que foi conduzido pelo diretor do Departamento de Emprego e Renda do Ministério do Trabalho, Mário Magalhães, teve a presença de representantes do Judiciário, do meio acadêmico, de entidades de classe e sindicais de empregados e empregadores.

A reunião teve como pauta o cenário das inovações tecnológicas, seu impacto no mercado de trabalho e propostas para o enfrentamento das questões. Foram realizadas exposições, seguidas de debates, sobre os temas: “As novas formas de relações no mundo do trabalho”, “O sindicalismo em face das novas tecnologias no mundo do trabalho” e “Demografia, Desenvolvimento e Futuro do Trabalho”.

Em sua intervenção, Ricardo Lourenço expôs a sua opinião – e da entidade que representa – quanto às novas formas de trabalho. Para o magistrado, essa nova realidade não pode implicar diminuição da proteção social e trabalhista. “Não se pode, é claro, rejeitar as novas tecnologias, mas a sua utilização deve ser realizada com a manutenção dos direitos sociais e trabalhistas. Espera-se que o relatório do Comitê expresse explicitamente essa preocupação”, afirmou.

Fonte: Anamatra / Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região

Você deve gostar